O mapa das dores no Brasil


Oitenta por cento (80%) dos entrevistados tem uma dor ou se lembra de uma. A dor mais comum é a de cabeça.

Pesquisa inédita da Mundipharma traçou um mapa das dores no Brasil. O mapeamento, feito em todo o país, mostra que 80% dos brasileiros tem uma dor ou se lembra de uma. As dores de cabeça são as mais frequentes.

Difícil encontrar alguém que nunca sentiu dor, uma pontada na cabeça, cólicas abdominais, um incomodo na lombar. Metade das pessoas ouvidas na pesquisa contou que fica desmotivada por causa da dor e algumas até com depressão.

Além do impacto social, a dor tem também consequências econômicas, e não são só os gatos com remédios. Um terço dos entrevistados relatou que a produtividade no trabalho cai.

Entre os entrevistados, 13,5% relataram intensidade moderada de uma dor que se repete com frequencia. As mulheres relataram mais dores (31%) do que os homens (21%).

O levantamento mostrou também que a dor de cabeça é a mais frequente, atingindo 80% dos brasileiros. Em seguida, aparecem as dores abdominais (54%) e as musculares (39%).

Para surpresa de muita gente, o quarto tipo de dor é a psicológica (34%). Foram os homens que mais relataram a dor dos sentimentos: 58%, contra 42% de mulheres.

Segundo a médica Maria Del Pilar Estevez explica que sentir dor não é normal. Ela é um sintoma, pode ser aguda, decorrente de um esforço, uma batida, ou sintoma de uma doença. Por isso, quando ela causa desconforto ou é persistente, é preciso procurar um médico para fazer o diagnóstico.

Porém, não é isso que os brasileiros fazem. “Essa pesquisa mostrou que apenas 30% das pessoas procuram um médico quando tem dor. A maioria das pessoas conversa com familiares ou farmacêuticos. Você pode estar perdendo a oportunidade de fazer o diagnóstico da causa e, portanto, não ter o tratamento correto“, alerta a médica.

A pesquisa apontou ainda que 46% dos brasileiros já deixaram de sair de casa por conta da dor.

Notícia veiculada em http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2014/02/estudo-traca-mapa-das-dores-no-pais.html

Observação do quiropraxista: A boa notícia é que uma boa parte das dores de cabeça pode ser tratada e prevenida com Quiropraxia, sem uso de medicamentos! Agende sua avaliação!


Destaques
Recentes
Arquivo
Categorias
Nenhum tag.
Siga!
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Entre em contato

Entre em contato e tire suas dúvidas.

Também pelo WhatsApp: (54) 9 9694.1982 

whatsapp.png

Principais condições tratadas

Estas são as condições mais comuns, embora não as únicas, que levam as pessoas a buscarem a Quiropraxia.

- Dores na  coluna ;



- Problemas nos: 

    :: Punhos;

    :: Ombros;

    :: Joelhos;

    :: Tornozelos;​



- Dores de cabeça;



- Prevenção de dores;

- Manutenção do bem estar;

 

- Hérnia de disco;

- Dor "ciática";

-Dores no pescoço;

- Dores e tensão muscular;

- Restrições de movimento;

- DORT / LER;
​​

- Melhora da qualidade de vida;

​© Copyright 2013 QualiPraxis Quiropraxia.